Estamos ao vivo!



21/04/2024 19 hs


Acessar
06.09.2013 / Desconhecido

A História da devoção à Maria Bambina (Maria Menina)

A Santa Madre Igreja celebra a natividade de Nossa Mãe Santíssima no dia 8 de Setembro de cada ano, mas raramente a nossa atenção vai para Nossa Senhora como uma criança. A devoção à Maria Bambina ajuda a preencher esse vazio.

A imagem milagrosa de Maria Bambina foi feita em 1735 por uma freira franciscana. Durante os anos seguintes, ela foi para os cuidados das Irmãs da Caridade em Lovere, Itália. Em 1856, estas Irmãs da Caridade foram convidadas a assumir a gestão do Hospital de Ciceri em Milão e em 1876 esta imagem de cera foi levada para a Casa Madre das Irmãs da Caridade onde permaneceu desde então.
A bela imagem de Maria Bambina começou a ser exposta à veneração apenas no dia 08 de setembro, Festa da Natividade de Maria. Em 1884, aqueles que se dedicaram devotamente à Maria Bambina receberam sua intercessão. Devido à uma paralisia nos braços e nos pés, a Irmã Josefina Woinovich estava acamada e com uma dor insuportável. No dia 08 de setembro, ela pediu a Madre Superiora para ter a imagem de Maria Bambina e ficar com ela durante a noite. Na manhã seguinte, a Madre Superiora foi inspirada à levar a imagem, tão velha e desgastada para as outras irmãs doentes na enfermaria para que elas pudessem beijá-la. Havia uma noviça na enfermaria, Giulia Macario, que foi incapaz de se mover por causa de sua doença grave, mas que, vencida por sua fé ardente, levou a imagem em seus braços e implorou pela graçã de sua recuperação. Ela foi imediatamente e milagrosamente curada. 
Muitas graças e milagres tem acontecido pela intercessaõ de Maria Bambina, entre elas a recuperação da Irmã Josephine Woinovich. E é por isso que essas irmãs agora são conhecidas como Irmãs da Maria Bambina. Todos os anos, na Festa da Natividade de Nossa Senhora, as Irmãs tocam pequenos pedaços de algodão na imagem da Maria Bambina. Estes pedaços de algodão são então distribuídos como sacramentais para aqueles que se apegam a devoção de Maria Bambina.
Muitos santos eram devotos de Maria Bambina, entre eles, São João Eudes, São José de Cupertino e Padre Pio. Muitos fiéis vão a Milão fazer pedidos a Maria Bambina, particularmente casais com dificuldades de engravidar e depois retornam ao convento com os filhos em agradecimento. Por isso se tornou costume na Itália dar como presente de casamento uma imagem pequena de cera de Maria Bambina.